Resultado de exames laboratoriais

Hospital Marcelino

Eventos esportivos contam com o suporte das equipes do Hospital Marcelino Champagnat

A partida entre as seleções Brasileira e Portuguesa de Vôlei em Curitiba, em setembro, contou com a prontidão da equipe médica do Hospital Marcelino.

Selecionados para ficar na retaguarda, os profissionais mantiveram-se em alerta durante todo o jogo na Arena da Baixada, que marcou a despedida do líbero Serginho. O atleta paranaense vestiu pela última vez a camisa do Brasil em uma quadra de vôlei. Esta foi a primeira partida da equipe que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Rio 2016 após os eventos olímpicos.

O Hospital Marcelino também foi referência em atendimento médico em Curitiba durante o UFC, em maio de 2016, e no WRC, o maior evento mundial de resgate e salvamento em ambiente simulado. Em 2015, as equipes do hospital deram suporte na Stock Car e no Porsche GT3 Cup, e, em 2014, na opa do Mundo.

Rio 2016

A equipe olímpica de levantamento de peso foi assistida durante as atividades na Rio 2016 pelo ortopedista Antônio Krieger, que faz parte do corpo clínico do Hospital Marcelino. Especializado em medicina esportiva e em coluna, Krieger integrou equipe internacional de médicos selecionados para atender os 200 atletas de diferentes nacionalidades que vieram ao Brasil para participar da competição mundial na modalidade de levantamento de peso. Ele participou de um processo seletivo mundial que durou mais de um ano, desde a inscrição, análise de currículo, prova de línguas estrangeiras (inglês e espanhol), entrevista presencial, curso preparatório no Rio de Janeiro, até a aprovação e recebimento da carta-convite.

Mapa do Site
Av. Pres. Affonso Camargo, 1399 - Cristo Rei, Curitiba - PR
(+55 41) 3087-7600