Logo HMC

Espera Pronto Atendimento Clínica:
Espera Pronto Atendimento Ortopédico:
Palavra do especialista

Artroplastia: alívio para as dores nas articulações

A artroplastia é um procedimento cirúrgico que tem sido amplamente utilizado no tratamento de casos graves de artroses e osteoartrites, devolvendo os movimentos e ajudando a restabelecer a qualidade de vida dos pacientes. O Marcelino Champagnat conta com especialistas neste tipo de cirurgia, como o Dr. Ademir Shuroff, médico ortopedista e diretor do corpo clínico do hospital. A seguir, ele explica detalhes sobre a artroplastia do quadril. Tire suas dúvidas e fique por dentro!

O que é artroplastia do quadril?

A artroplastia do quadril é a substituição da articulação natural do paciente por uma articulação protética. Na artroplastia total do quadril são substituídos o acetábulo e a cabeça do fêmur pela prótese. A cirurgia é feita pela via aberta e o corte na pele é de aproximadamente 15 cm, um dos principais fatores para o sucesso é a experiência do cirurgião.

Radiografia de paciente com artrose de quadril bilateral.

 

Radiografia após a realização de artroplastia bilateral de quadril.

 

Em que situações este procedimento é indicado?

Após os 60 anos, 13% das mulheres e 10% dos homens terão desgaste da articulação coxo-femoral e serão candidatos a cirurgia de prótese. Na faixa etária acima dos 80 anos, a incidência de artrose (desgaste articular) quase triplica. A substituição da articulação do quadril tem ótimos resultados para melhora da dor, ganho de movimentos e melhora funcional. É considerada a cirurgia do século em grau de satisfação, desde que bem indicada. A melhora clínica é tão significativa que alguns pacientes dizem não se lembrar que um dia foram operados.

A indicação do tratamento cirúrgico é individualizada, após avaliação clínica e exame complementar. As principais indicações são: artrose, osteonecrose (infarto ósseo), fratura do colo do fêmur, doenças da infância que acometem o quadril. As principais contraindicações são doença cardiopulmonar grave e infecção próximo ao sítio cirúrgico.

Como é o pós-operatório e que cuidados devem ser tomados?

Após a realização da cirurgia, o tempo médio de internamento hospitalar é de 48 horas. Durante este período, o paciente é monitorado cuidadosamente, é realizado controle da dor, prevenção de infecção com antibióticos e prevenção para trombose.

No primeiro dia após a cirurgia, o paciente já poderá sair do leito e caminhar com o andador sob supervisão da equipe de fisioterapia, além de aprender os principais exercícios para o processo de reabilitação.

Os principais cuidados são com a ferida operatória (troca de curativo) e evitar alguns movimentos como: cruzar a perna, calçar a meia, agachar e sentar em local baixo.

Quais são os tipos de próteses disponíveis?

Há diversas opções de próteses e a escolha deve ser individualizada, conforme a idade, doenças preexistentes, qualidade óssea do paciente e a experiência do cirurgião. Podem ser cimentadas, hibridas e não cimentadas.

As superfícies de contato da prótese mais comumente utilizadas são cabeça femoral de metal ou cerâmica com o componente acetabular de polietileno ou cerâmica.

Devido a melhora da qualidade dos implantes ortopédicos e da técnica cirúrgica, o tempo de duração da prótese está cada vez maior, podendo chegar a aproximadamente 25 anos. As superfícies de cerâmica com polietileno cross-linked e de cerâmica com cerâmica são as que apresentam menor desgaste.

Quanto tempo leva para retomar a vida normal após a cirurgia?

O processo de retomada das atividades de vida diária é gradual e depende de cada paciente. São fatores que interferem na recuperação: idade, doenças preexistentes, grau de independência no pré-operatório, massa muscular e o motivo pelo qual a cirurgia foi indicada.

Inicia no primeiro dia pós-operatório, caminhando com auxílio do andador ou muletas e vai evoluindo normalmente em uma a três semanas. O tempo médio para voltar dirigir é de 2 a 4 semanas.

É possível praticar esportes de alta intensidade após a cirurgia?

Esportes de impacto na articulação do quadril devem ser evitados principalmente para garantir maior sobrevida do implante, sendo indicado exercícios como: caminhada, bicicleta, natação, pilates, hidroginástica e musculação.

Qual a importância da realização de atividades físicas regulares para a saúde dos ossos e articulações?

A realização frequente de exercícios físicos é primordial para um envelhecimento saudável, a prática de exercícios aeróbicos associado ao fortalecimento muscular tornam as pessoas mais independentes de medicações ou uso de órtese, menos suscetíveis a quedas e, caso necessitem a realização da artroplastia de quadril, apresentam melhor recuperação.

Quais são os diferenciais do Hospital Marcelino Champagnat neste tipo de cirurgia?

O Hospital Marcelino Champagnat, por meio da sua estrutura e de seu corpo clínico, traz segurança ao paciente para realização do procedimento cirúrgico e ambiente adequado para recuperação pós-operatória, com protocolo de cirurgia segura, checagem das medicações, controle de quedas, controle de infecções e equipe multidisciplinar.